Os impactos de dirigir fazendo o uso de celular ao volante

Compartilhe essa publicação

Share on facebook
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

Usar o celular enquanto dirige aumenta em 400% o risco de acidentes, de acordo com dados da Organização Mundial da Saúde. Com o desenvolvimento da tecnologia e a existência contínua de aparelhos em nossas vidas, esse risco se torna cada vez maior.

Usar o celular enquanto dirige aumenta em 400% o risco de acidentes, de acordo com dados da Organização Mundial da Saúde. Com o desenvolvimento da tecnologia e a existência contínua de aparelhos em nossas vidas, esse risco se torna cada vez maior.

O uso do smartphone ao volante já é a terceira causa de mortes no trânsito no país. Essa prática perigosa está atrás apenas do uso de álcool e do excesso de velocidade, segundo levantamento da Associação Brasileira de Medicina de Tráfego (Abramet).

Estudo da Organização Mundial da Saúde (OMS) concluiu que a prática de usar o celular ao volante multiplica por quatro os riscos de acidente. “Diminui os tempos de reação (principalmente o da frenagem, mas também a reação aos sinais de trânsito) e dificulta que o condutor mantenha o carro na pista correta e guarde as distâncias de segurança”, descreve um documento da instituição.

Confira os riscos de dirigir falando no celular:

1. Dirigir mexendo no celular é tão perigoso quanto a ingestão de álcool!

Segundo uma pesquisa da instituição inglesa RAC Foundation, o envio de mensagens pelo smartphone é capaz de retardar o período de reação do condutor em 35%. Para você ter uma ideia, esse percentual é muito acima da demora provocada pelo álcool — que é de 12%.

2. Multa para o condutor

No Brasil, o uso do aparelho celular enquanto dirige — mesmo via viva-voz ou até mesmo com o veículo parado no sinal vermelho — é infração gravíssima, com 7 pontos na Carteira Nacional de Habilitação (CNH) e multa de R$ 293,37.

3. Risco a todos os envolvidos no trânsito

O uso do celular ao volante não é um perigo somente para os motoristas. Os pedestres também são vítimas constantes de atropelamentos originados pela distração do condutor e seu smartphone.

4. O motorista perde a visão panorâmica

Ao usar o celular enquanto dirige, você perderá o campo de visão de 360º que deve ter com o auxílio do espelho retrovisor, o que afetará sua concentração no trânsito. Isso ocorre porque ao usar um celular, o motorista só consegue imaginar o que está à sua frente.

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é Velsis_Segunca-no-transito-1-1024x577.png
O envio de mensagens pelo smartphone é capaz de retardar o período de reação do condutor em 35%.

Dica para ter mais atenção no trânsito

  • Se você tem medo de ficar sem o celular por algum motivo, o melhor a se fazer é desligar o aparelho, deixá-lo no bolso enquanto dirige ou colocá-lo no banco de trás. Essas atitudes podem ser uma boa ideia, para não cair na tentação de dar uma espiadinha a cada notificação que receber.

Dados do impacto de dirigir fazendo uso do celular no trânsito:

Dirigir com segurança exige total atenção do condutor. Ao utilizar o celular no volante, você não só desvia o foco da visão e da audição como diminui a percepção de possíveis riscos do trânsito. Confira os dados dessa prática perigosa no trânsito brasileiro:

  • 150 motoristas morrem anualmente, e 54 mil todo ano, como consequência desta prática.
  • Digitar uma mensagem de texto enquanto se conduz um veículo a 80 km/h equivale a dirigir com os olhos vendados por um percurso de até 100 metros
  • O uso de celular enquanto se dirige é responsável, em média, por 57% dos acidentes de trânsito na faixa etária de 20 aos 39 anos.

* Dados: Organização Mundial da Saúde (OMS), ABRAMET – Associação Brasileira de Medicina de Tráfego, Observatório Nacional de Segurança Viária (Onsv), Departamento de Trânsito (Detran).

E se você quer receber mais conteúdos assim, não deixe de seguir nossas redes sociais! Nós estamos no Facebook, Instagram , Linkedin e no Youtube.

Veja mais notícias

Notícias

Semana Nacional de Trânsito

A importância da responsabilidade e conscientização no trânsito A Semana Nacional de Trânsito (SNT), conforme disposto no artigo 326 do Código de Trânsito Brasileiro (CTB),